CNBB divulga novas propostas para a ação evangelizadora no Regional NE 3

0
31

Inspirados pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAEs), os participantes da Assembleia Regional de Pastoral, realizada entre os dias 26 a 29 de agosto, elaboraram as propostas para a ação Pastoral que serão vivenciadas pelas dioceses, pastorais, movimentos e organismos presentes nos estados da Bahia e Sergipe nos próximos anos. Para a elaboração das propostas, os grupos de trabalho seguiram os “pilares” apresentados pelas DGAEs: Palavra, Pão, Caridade e Ação Missionária. O documento apresenta a ideia de casa, entendida como “lar” para os seus habitantes, acentua as perspectivas pessoal, comunitária e social da evangelização, inserindo no espírito da Laudato Si’, a perspectiva ambiental. Essa casa é a comunidade eclesial missionária que, por sua vez, é sustentada por esses quatro pilares.

Conheça as propostas aprovadas pelos bispos e demais participantes da 57ª Assembleia Regional de Pastoral!

Pilar da Palavra

  • “A Igreja funda-se sobre a Palavra de Deus, nasce e vive dela. “(DV, 3). Por isso, a Sagrada Escritura deve estar sempre presente nos encontros, nas celebrações e nas mais variadas reuniões. (DGAE, 146). Fomentar o acesso a Sagrada Escritura, realizando formações e incentivando a “Leitura Orante “. (DGAE, 157);
  • Realização do  Encontro de Catequese de Iniciação Cristã (ECIC) com clero e implementar o que indica o Doc. 107 (Iniciação à Vida Cristã) nas dioceses;
  • Fortalecer a participação das dioceses na Escola Bíblico-Catequética Dom Jairo e criação de outras escolas catequéticas (dioceses);
  • Valorizar os subsídios elaborados pelo Regional, disponibilizando Círculos Bíblicos para todos os meses, motivando a adesão dos movimentos, novas comunidades e pastorais, levando em consideração as diversas realidades da cultura urbana.

Pilar do Pão

  • Fortalecer as Comissões de Liturgia e Catequese (integrando-as na ação pastoral) nas dioceses onde existem e criar onde não se tem, incentivando a participação na Semana de Liturgia e Seminário de Liturgia promovidos pelo Regional.
  • Resgatar a centralidade do Domingo como Dia do Senhor, valorizando a Celebração da Palavra onde não é possível a Celebração Eucarística (DGAE, 165).
  • Investir na formação dos Ministros da Palavra, a partir do estudo do Doc. 108 da CNBB (Ministério e Celebração da Palavra).

Pilar da Caridade

  • O nome do nosso Deus é “Ágape-Amor-Caridade”. Nele, fundamentam-se o ser e o agir do discípulo de Jesus. Por isso, procure-se proporcionar a todos , sobre tudo os agentes de pastoral “razões” bíblicas, teológicas e espirituais como raízes do agir em prol da justiça, da paz e da solidariedade.
  • Constituir uma comissão para articular as Pastorais Sociais (Fórum permanente) sob a presidência do bispo referencial da Comissão de Ação Sócio-Transformadora.
  • Incentivar o fortalecimento ou a criação das Pastorais Sociais, com destaque para a Pastoral da Sobriedade.
  • Buscar parcerias com as faculdades católicas para realizar as escolas de “Fé e Cidadania” e outros cursos em pólos nas dioceses ou sub-regiões, destacando os ensinamentos do Magistério do Papa Francisco, em seus recentes documentos.
  • Animar e construir a 6ª Semana Social Brasileira em nosso Regional

Pilar da Ação Missionária

  • “Priorizar a pessoa como objetivo da ação missionária. A cultura do encontro deve ser o pano de fundo para a missão permanente. Colocar toda a Igreja em “estado permanente de missão”.
  • Realizar Missão Ad gentes a partir do Projeto do Regional.
  • Retomar o Projeto “Igrejas-irmãs”, favorecendo cooperação entres as dioceses possibilitando a missionariedade do clero.
  • Assumir as indicações do Programa Missionário Nacional com especial atenção e solidariedade à Igreja na Amazônia.
  • Setorização das paróquias e valorização das pequenas comunidades missionárias nos espaços geográficos e ambientais.
  • Fortalecimento dos COMIDI’S e COMIPA’S.
  • Criação de um Conselho Regional da Juventude (garantir unidade e continuidade do trabalho pastoral).
  • Continuar e fortalecer a articulação das sub-regiões pastorais.
  • Constituir uma Comissão de Pastoral Regional.
  • Realizar Semanas Missionárias, à luz da experiência das Santas Missões Populares.
  • Fortalecer a PASCOM (Plano de Comunicação) no Regional e nas Dioceses, com uma presença mais competente e qualificada nos MCS.
  • Garantir a sustentabilidade em vista da necessidade de formação permanente, priorizando a Pastoral do Dízimo.

Fonte: CNBB NE3 -> https://www.cnbbne3.org.br/conheca-as-propostas-para-a-acao-evangelizadora-do-regional-ne-3-definidas-na-assembleia/

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here